Assim como ocorre no mercado financeiro, o vilão do lucro não é o risco, mas sim a falta de gerenciamento dele. Gestão de riscos é, em resumo, a capacidade de enxergar previamente todas as variáveis que possam comprometer um planejamento efetuado, criando antecipadamente cenários alternativos para proteger seu negócio da imprevisibilidade do mercado. Para quem tem uma empresa, essa incerteza significa, por exemplo, não receber o valor das vendas efetuadas a prazo.

Um gerenciamento de risco de excelência deve considerar, para o caso de avaliação de pessoas físicas, salário do cliente (que não pode comprometer mais do que 30% de sua renda líquida com dívidas), faixa etária, grau de solidez profissional e histórico de crédito. No caso do estudo da capacidade de pagamento de pessoas jurídicas, o histórico das relações financeiras de seu cliente é essencial.

Se seu consumidor já passou cheque sem fundos ou atrasou prestações, quanto mais próximos estivermos desse evento, maior será o risco de repetição. Na mesma linha de raciocínio, se foram realizadas diversas consultas em seu CPF/CNPJ em um período curto, esse fato pode significar que o cliente procurou financiamento (sem sucesso) em diferentes bancos e lojas. Esse “não” do mercado deve acender o alerta aos analistas de crédito.

O cruzamento detalhado entre os documentos apresentados e sua série histórica de consumo no mercado é a base da gestão de risco, imprescindível para fugir do calote em um país com quase 5 milhões de CNPJs negativados e 60 milhões de pessoas físicas inadimplentes.

Esse processo deve se valer, evidentemente, de ferramentas tecnológicas de análise/classificação de risco (rating), preferencialmente, baseadas em Big Data.

Não adianta ter política de crédito, analistas treinados e muitos documentos em mãos, se você não sabe o que fazer com tudo isso, concorda? É aqui que entra o Consulta Serasa, uma poderosa ferramenta que emite relatórios completos sobre a situação de crédito do CNPJ/CPF pesquisado, reduzindo seu risco com ampla base de dados.

Para ter acesso a esse recurso, basta escolher um dos pacotes disponíveis (com R$ 35,00, por exemplo, consegue emitir 7 relatórios básicos), assinar o serviço pelo site. Você cria uma conta no portal, realiza o pagamento via boleto bancário ou cartão de crédito e, após a confirmação, já consegue ter acesso a dados como:

  • dados cadastrais;
  • situação fiscal do CPF ou CNPJ;
  • consultas realizadas para o documento do cliente;
  • classificação de risco de crédito da empresa;
  • dívidas na Serasa;
  • cheque sem fundo;
  • protestos;
  • ações judiciais;
  • informação de recuperação judicial e falência;
  • informações societárias com identificação de pendência financeira dos sócios.

Fonte: Serasa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s